Curso “Etnomatemática das tranças africanas”

Curso "Etnomatemática das tranças africanas" 4

Sesc RJ convida para o curso “Etnomatemática das tranças africanas” que ocorrerá no Projeto CONSCIÊNCIAS.

O curso será ministrado por Luane Bento, mestra em Relações Étnico-raciais pelo CEFET-RJ e pesquisadora do tema, nos dias 13 e 20/05, das 14h às 18h.

Por: Luane Bento

Os penteados afro, conhecidos popularmente como tranças rastas ou box braid, trança nagô, trança de dois ou twister dreadlocks, black power e coquinhos bantos, no Brasil fazem parte das nossas heranças culturais africanas. Legados culturais que foram mantidos a muito custo pelos africanos escravizados. Os penteados realizados nos cabelos faziam parte de um repertório cultural, de uma linguagem e posição social para inúmeras civilizações africanas. Esses significados foram transformados com o marco da colonização e escravidão. Nas Américas os africanos viveram um sistema de opressão e violência. Aqui reis e rainhas, sacerdotes, médicos, governantes e tantas outras posições sociais de destaque foram condicionados ao lugar de escravizados. Contudo, hábitos como pentear os cabelos e transformá-los em complexos trançados não foram diluídos. Os viajantes europeus do século XVIII Jean-Baptiste Debret e Johann Rugendas pintaram em suas obras os africanos escravizados e sabiamente marcaram a originalidade dos penteados, escarificações e torços utilizados por essas populações. Após a escravidão as tranças e outros penteados continuaram sendo usadas pela população negra. A trança é o primeiro penteado utilizado por muitas crianças negras. Ela remete a inúmeras emoções do contexto de sociabilidade da população negra. A trança é um penteado de reconexão com nossa ancestralidade africana.

O trançado do cabelo também é uma forma de tecnologia, é uma linguagem sofisticada onde podemos aprender diversos modos de conhecimentos dentre eles o conhecimento matemático. Nas tranças africanas ou afro, encontramos a presença de formas geométricas como os triângulos, quadrados e círculos. Nos trançados da cabeça há os padrões fractais, a geometria fractal tão presente nos tecidos e organizações de cidades do continente africano. Nos belos penteados trançados, podemos abordar conteúdos matemáticos como: progressão aritmética (P.A), Teorema de Tales, operações básicas de adição e subtração, encontro de retas, feixe de paralelas, reflexão de imagens, translação, rotação dentre outros.

Para maiores informações, entrar em contato: bernardo.vinolo@sescrio.org.br.

Confira toda a programação de maio do Projeto Consciências

 

Projeto Consciências - Lutando contra o preconceito 3

 

 

© Copyright Portal da Educação Sesc RJ 2022 - Todos os direitos reservados | Serviço Social do Comércio – Rio de Janeiro